Barreirinha - AM




















Barreirinha - AM

Área Territorial: 5.750,53 km²
Distância à Capital: 329,72 Km

História do Município:
O local ocupado hoje pela cidade de Barreirinha pertenceu primitivamente a Manuel da Silva Lisboa, “que não podendo suportar as tripolias do índio Crispim de Leão”, abandonou o estabelecimento afim de fugir aos sanguinários instintos daquele façanhudo índio, que tão célebre ali se tornou pelos crimes e atrocidades que perpetrava”. O incêndio da “nascente povoação” de Andirá foi a última bravata do bárbaro índio que nessa oportunidade, encontrou a morte, transpassado por uma bala.
Para Andirá com intuito de missionar essa povoação, veio o capuchinho Pedro de Ceriana, que ali instalou a Missão de Andirá, criada pela Resolução nº 76 de 02 de outubro de 1848, da Província do Pará.
Diz-se que a denominação de “Andirá”, provém da grande quantidade de morcegos de asas pretas e cabeça branca existentes no local, aos quais os índios denominavam “Andirá”. Essa denominação se estendeu ao rio e posteriormente à povoação que aí surgiu.
Em 27.10.1851 chega ao local o padre Manuel Justiniano de Seixas, da Companhia de Jesus. O povoado tinha então apenas de seis a oito barracas cobertas de palha. Com auxílio dos moradores, constrói uma capela sob a Invocação de Nossa Senhora do Bom Socorro.
Em 23.10.1852, pela Lei nº 06, a Missão de Andirá é elevada a Curato, com subordinação a vila Bela da Imperatriz.
Em 17.11.1853, pela Lei Provincial nº 14, é criado distrito no município de Parintins, com a denominação de Nossa Senhora do Bom Socorro de Andirá.
Em 09.11.1858, pela Lei provincial nº 92, o distrito passa a denominar-se simplesmente Andirá.
Em 13.05.1873, pela Lei nº 263, a sede do distrito é transferida para o local denominado Barreirinha, por desmembramento do Município de Parintins.
Em 04.11.1892, pela Lei Estadual nº 33, é criado o Termo Judiciário do Município.
Nos tempos que se seguiram à sua criação, a economia do município de Barreirinha atingiu franca expansão, devido, sobretudo, à exportação de produtos regionais – castanha, guaraná, borracha, cacau, pirarucu, cumaru e madeira. Em decorrência disto, recebeu Menção Honrosa na Exposição Universal de Bruxelas, em 1910, e participou da Exposição Internacional da Indústria de Lavoura, em Turim, na Itália (1911), onde recebeu medalha de bronze.
Nos anos de 1920, entretanto, ocorreram fatos lamentáveis que desestruturaram completamente sua economia, tais como invasões/saques; enchentes que devastaram plantações de juta e cacau. Isto levou a sua destituição.
Em 1922, o município sofreu grande prejuízo em sua economia quando a enchente dos rios que banham suas terras devastou cerca de 80% da sua lavoura cacaueira, uma das principais daquela época.
Pelos Atos Estaduais nº 45, de 1930 e nº 33, de 14.09.1931 é suprimido o Município de Barreirinha, que volta a fazer parte de Parintins, sob simples condição de Delegacia Municipal.
Em 1935, ressurge o município de Barreirinha. Na primeira eleição realizada após a restauração foi eleito seu prefeito o sr. Militão Soares Dutra.
O Termo Judiciário também foi restaurado, ficando subordinado a comarca de Parintins.
Em 31.03.1938, pelo Decreto-Lei Estadual nº 68, Barreirinha recebe Foros de Cidade. No mesmo ano, pelo Decreto-Lei nº 176, de 1º de Dezembro, foram criados os Distritos de Ariau, Andirá e Pedras passando, portanto, o município a ter quatro distritos inclusive o da sede.
Em 01.07.1940, pelo Decreto-Lei Estadual nº 441, o Termo Judiciário de Barreirinha é transferido para a jurisdição da Comarca de Maués.
Em 24.12.1952, pela Lei Estadual nº 226, é criada a comarca de Barreirinha.
Em 10.12.1981, pela Emenda Constitucional nº 12, parte do território é desmembrada em favor do novo município de Boa Vista do Ramos.

Aniversário da cidade: 09 de junho.

Festas e Eventos:

Festival Folclórico, mês de junho.

Festa da Padroeira Nossa Senhora do Bom Socorro, 15 de agosto.

Festa do Milho, mês de julho.

Festa da Bacaba, mês de julho.

Festa do Caju, mês de novembro.

Exposição Agropecuária de Barreirinha – EXPOBAE, janeiro.

Passeio: O belo rio Andirá, de águas esverdeadas, às vezes mansas, hora revoltas, que banham lindas praias de areias alvas.

Ajude a enriquecer o blog e envie informações e fotos de Barreirinha para serem inseridas nessa página.
Deixe seu comentário sobre sua cidade.
Muito obrigada!

Um comentário:

  1. olá eu simplesmente estou com muita saudades pois eu sou barreirinhense com muito orgulho porq nasci e cresci aí,na verdade eu sou apaixonado por barreirinha e sempre q eu puder estarei aí p/ matar saudade imensa q eu sinto daí,mandar um abraço pra minha família da rua S.Geraldo,em frente ao J.R(Duca)e queria dizer q eu amo todos eles....nada + nada- que eu CARLOS BELÉM DOS ANJOS... ME DESPEÇO.TCHALLL!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante!

Muito obrigada e volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...